Secretaria de Saúde afirma que o local tem um profissional “24 horas em todos os plantões”

Walmir Barros

Uma das várias reclamações dando conta da falta de um ortopedista na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Hospital Municipal de Bertioga partida do aposentado Paulo Nunes Junior‎ - encaminhada à Secretaria de Saúde de Bertioga – dava conta do seguinte relato registrado na tarde de 27 de março, onde ele abre o texto com a palavra “indignação” e segue “Hoje na parte da manhã, o zelador do meu condomínio, caiu de uma escada. Prontamente socorremos o encaminhado ao Pronto Socorro Municipal, ato lógico em qualquer lugar do mundo. Ledo engano. Chegando ao PS, pasme não tinha quem pudesse fazer a leitura de um RX. Pior ainda não tinha um ortopedista de plantão, o que penso eu ser obrigatório. Afinal além de sermos um município devemos dar atendimento a vítimas de acidentes, já que temos a Rio-Santos passando por toda a extensão de Bertioga”.

Ele questiona. “Além de não termos o ortopedista de plantão como ficaria em um caso de acidente envolvendo várias vítimas, ficariam no corredor do hospital a espera de um ortopedista?”.

O aposentado volta à carga. “Estou indignado. Imaginem então um AVC (Acidente Vascular Cerebral), ou mesmo uma parada cardíaca. Neste caso, o zelador foi encaminhado à clínica particular aonde pelo menos foi feito um simples RX”, arremata a história.

Paulo Nunes destaca. “Votei pela mudança. Não posso aceitar a desculpa que estamos no início de um governo. Pois, entre a vida e a morte não existe espera”. E na sequência visa. “Algo tem que ser feito e rápido. Aonde estão os nossos vereadores? Um pronto socorro sem ortopedista?

O aposentado finaliza. “Fica registrada a minha indignação e o pedido de providências urgentes”.

Em nota, a Secretaria de Saúde – por meio da assessoria de Comunicação da prefeitura – respondeu a questões enviadas pelo jornal. “Temos um ortopedista 24 horas em todos os plantões”.

     

Comente a Notícia!

Seu nome:

Seu e-mail: (não divulgaremos o seu e-mail)

Seu comentário:


Comentários

Ainda não existem comentários para esta notícia.